Como conservar os alimentos no frigorífico?

conservar os alimentos Como conservar os alimentos no frigorífico? The sleep journey how to decrease anxiety 1

Anualmente, é desperdiçado um terço da produção alimentar global. Isto significa que, um terço da comida produzida, vai diretamente para o lixo.

Portugal tem cerca de 10 milhões de habitantes e, por ano, deita ao lixo um milhão de alimentos. Tal corresponde a 50 mil refeições diárias e 17% da produção alimentar!

E se 10 milhões de pessoas deitam fora 50 mil refeições diárias, o mundo inteiro desperdiça 1,3 mil milhões de toneladas de comida por dia (relatório da Agência das Nações Unidas para a Alimentação (FAO)), que seriam suficientes para alimentar duas vezes os mil milhões de pessoas que passam fome em todo o mundo.

Qual o motivo de tanto desperdício?

Uma razão será, sem dúvida, os consumidores comprarem demasiada comida, mais do que aquilo que realmente necessitam. Assim, dado existirem prazos de validade, os alimentos acabam por nunca serem sequer cozinhados e vão diretamente para o lixo. A questão dos prazos de validade é também interessante de compreender melhor.

Outra das razões evidentes é os consumidores não saberem conservar os alimentos da forma correta, especialmente os alimentos frescos. Dado serem aqueles que devíamos dar prioridade na nossa alimentação, a sua correta conservação é essencial, de forma a evitar o desperdício precoce.

Neste artigo iremos passar-lhe as melhores dicas de como conservar os alimentos frescos no frigorífico.

No perfil de instagram da mercearia lisboeta Maria Granel, a primeira loja em Portugal de desperdício zero e de compra a granel, foram partilhadas várias dicas de como preservar e conservar os alimentos no frigorífico.

Como conservar os alimentos no frigorífico? conservar os alimentos Como conservar os alimentos no frigorífico? The Sleep Journey Maria Granel 1
Como conservar os alimentos no frigorífico?

Hortícolas, legumes, hortaliças e ervas aromáticas

Alho Francês e Aipo – Cortar a rama e colocar num frasco raso de água ou envolver num pano húmido

Beterraba – Cortar a rama, lavar, guardar num recipiente aberto e cobre com um pano húmido grosso.

Brócolos -guardar em recipiente aberto na parte mais fresca do frigorífico

Cenouras – retirar a rama e cortar o topo; guardar num recipiente com água.

Couve-de-bruxelas – colocar em recipiente aberto, coberto com toalha húmida.

Couve-flor – guardar dentro dum recipiente fechado (ou em pano).

Curgetes – resistem fora do frigorífico durante uns dias; depois, envolver num pano.

Espargos – guardar em frasco com água

Espinafres – guardar soltos num recipiente aberto, envolvidos num pano.

Feijão-verde – preservar bem húmido, mas não molhado. Envolver em pano húmido.

Funcho e salsa – colocar dentro de um frasco com água.

Manjericão – resiste melhor dentro de um pano ou papel húmido.

Nabo – retirar rama, guardar num recipiente aberto com um pano húmido

Rúcula e alface – não guardar molhadas; lavar, sacudir muito bem, deixar secar, envolver em pano ou saco húmido bem torcido.

Talos, ramos e verduras – sempre envolvidas em pano húmido.

Fruta

Citrinos – guardar em local fresco, com circulação de ar; nunca num contentor fechado

Maçãs – guardar num armário ou prateleira até 2 semanas. Para prazos mais longos, em caixa de cartão no frigorífico.

Morangos – Não gostam de estar molhados; guardar em saco de papel ou caixa de cartão.

Tâmaras – as mais secas (Deglet Noor) não precisam de ir ao frigorífico; as mais carnudas e húmidas (Medjool) precisam; devem ficar guardadas num pano ou saco de papel (tem de ser algo poroso, para deixar passar o ar e impedir a criação de bolor à superfície)

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Aqui ficam algumas dicas que fui adotando cá em casa porque resultam mesmo para acondicionar alimentos no frigorífico e prolongar-lhes a vida. Além da experiência pessoal (obviamente com muita asneirada pelo caminho 🙈), a maior ajuda (e a melhor fonte) foi consultar os conselhos do Farmers Market de Berkeley, que reuniu informação valiosa dada pelos agricultores e produtora e a publicou no Berkeley Ecology Center (podem consultar em www.ecologycenter.com ). Vão encontrar também no nosso feed, ao lado deste vídeo, um post com todas estas (e outras ) sugestões reunidas. Partilhem connosco os vossos truques infalíveis para combater o desperdício e fazer os alimentos durar mais tempo. 😉🙌🏻 Até já! #mariagranel #zerowaste #wastefree #waronwaste #ecoliving #ecofriendly #ecolifestyle #reuse #lessplasticmorelove #plasticfree #noplastic #sustainable #lowimpact #lowimpactmovement #lesswaste #zerowastelife #zerowastecollective #greenliving #gogreen #lifewithoutplastic #zerowastejourney #lixozero #lixozeroportugal #bulkshopping #bulk #granel #sustainablecollective #arevolucaocomecaaqui

Uma publicação partilhada por Maria Granel (@mariagranel.lx) a

Caso o assunto do desperdício alimentar seja do seu interesse, leia o nosso artigo sobre a aplicação Too Good to Go e fique a conhecer mais uma incrível iniciativa.

Gostou deste artigo sobre como conservar os alimentos no frigorífico?

Deixe o seu comentário e partilhe este artigo em qualquer rede social. A sua opinião ajuda-nos a melhorar o nosso conteúdo.

Siga-nos no InstagramPinterest e faça um like na nossa página do Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *